Siga-nos

LEHMAN BROTHERS

17 set LEHMAN BROTHERS

Somos patinhos navegando num oceano de incertezas.

Já fazem 10 anos que o mundo sofreu seu maior terremoto econômico dos últimos “cem anos”!

O epicentro, sabe-se bem, foi o Lehman Brothers, as consequências (dez anos depois), estamos sentindo fortemente até hoje e serão sentidas por pelo menos por mais uma década.

Consequências essas, aqui, fortemente ampliadas pelas medidas anticíclicas (intervencionistas) articuladas pelo governo da época.

As contra medidas Americanas, na época capitaneadas por George Bush Filho (embora pertencendo ao partido republicano (direita americana)), foi de um incrível intervencionismo, estilo bem mais a esquerda do espectro do que estávamos esperando.

Os resultados disso foi uma ação de salvatagem jamais vista pela humanidade!

Salvaram os bancos injetando trilhões de dólares no mercado, primeiramente nos EUA, seguindo pela Europa e Ásia.

Na época, esperava-se que os bancos salvariam seus patrimônios. E continuariam, suprindo, o crédito necessário para manter a economia mundial funcionando como antes.

Ledo engano, os bancos aprenderam a lição, se salvaram e pararam de uma hora para outra de conceder crédito irresponsável.

A crise aguda se transformou em uma febre perigosa que se espalhou para os órgãos mais fracos.

Ocorre que o excesso de liquidez foi causado por um vício do mercado imobiliário e não mais seria repetido.

A escassez de crédito que se seguiu feriu gravemente estados fracos como Grécia e Espanha.

A velha frase de Buffet, ‘quando a água abaixa sabemos quem estava nadando pelado’ continua mais atual do que nunca.

Nosso país, na época crescendo, gastou além do razoável para tentar manter-se na mesma batida e estamos pagando caríssimo por isso.

Os ecos do passado ainda reverberam nas terras do Tio Sam.

Com foco em manter o país crescendo e não podendo mais abaixar os juros. Trump, resolveu abaixar os impostos enormemente, causando assim mais uma enorme quantidade de recursos livres para acelerar a economia.

Aparentemente isso está funcionando!

Preocupa e muito o fato de empresas virtuais estarem ultrapassando a marca de 1 trilhão de dólares.

Mercado acionário em super alta é sinal claro que especular deve ser melhor do que produzir.

Se alguém fizer, as contas do crescimento e dos lucros dessas empresas (avaliação), chegarão a conclusão simples de que elas não valem isso.

Reservo-me aqui o direto de critica dos repórteres, pois como tal, reclamamos dos resultados após o acontecido… meio covarde. Apontando os defeitos sem sinalizar e se responsabilizar pelas soluções.

Confesso, que não sabemos como resolver este nó intervencionista que o planeta se enfiou.

Autor: Luiz Barros.

A Kitar te convida a conhecer nosso trabalho, acessando o link abaixo:

https://www.facebook.com/www.kitar.com.br/

https://www.instagram.com/kitar.com.br/

Sem comentários

Adicione um comentário